Férias: como programar uma viagem incrível

O destino da viagem de férias depende do orçamento disponível; portanto, avalie o melhor custo x benefício para evitar surpresas

Férias: como programar uma viagem incrível

Já passamos da metade do mês de novembro e muitos já entraram no clima de férias. Afinal, 2017 foi um ano pleno de desafios e, claro, muito trabalho. Agora é hora de desacelerar e pensar no tão merecido descanso. Mas como programar uma viagem incrível sem gastar quantias exorbitantes nem enfrentar problemas de última hora? Primeiramente, você deve seguir o seu orçamento para evitar dívidas futuras. O ideal é reservar capital específico para pagar todas as despesas.

Se a viagem é de carro, lembre-se de adicionar no orçamento gasolina e pedágios. Caso a viagem seja de avião ou ônibus, o mais recomendado é aproveitar as promoções e comprar as passagens, com antecedência, dentro do que foi programado. Hospedagem, alimentação, passeios e compras também devem ser inseridos na planilha de gastos. Se puder pagar à vista, melhor. Isso não quer dizer que você não pode usar o cartão de crédito. Use-o, mas com sabedoria e critérios.

O destino da viagem depende do orçamento disponível. Portanto, avalie o melhor custo x benefício para evitar surpresas. Se a reserva de capital é abastada, aproveite para curtir a viagem dos sonhos - ou a um lugar paradisíaco no Nordeste, como Natal e Fernando de Noronha - ou a um país encantador da Europa, como Grécia e Espanha. Quanto ao roteiro da viagem, prefira pontos turísticos próximos uns dos outros. Alguns deles podem ser feitos a pé, o que reduz os custos da viagem. Pesquise sobre os locais mais bem frequentados e leia os comentários a respeito.

A escolha da hospedagem depende de quem irá viajar com você e do montante reservado para tal. Para viagem com amigos, hostels ou pousadas são uma excelente opção. Já para viagem com familiares, apart hotéis e hotéis-fazenda são perfeitos. Viagens de casais combinam muito bem com resorts, pousadas e hotéis. Há uma gama enorme de possibilidades, que podem atender muito bem a todas as particularidades. Na dúvida, prefira os hotéis convencionais, que agradam aos mais variados perfis.

Lembre-se de separar toda a documentação necessária para a viagem. Em viagens de avião, basta um documento de identificação (adultos), como RG, Carteira de Habilitação, Carteira de Trabalho ou Passaporte. Para menores de 12 anos, basta levar RG, Certidão de Nascimento ou Passaporte. Viagem com adultos, que não sejam os pais, exige autorização do pai, da mãe ou do responsável. Em voos internacionais para países do Mercosul, basta o passaporte válido ou RG original.

Por Andréa Oliveira.

Fonte: Biosom.

Ligamos para Você